As concentrações de precários do Estado do passado dia 7 de Abril, em Lisboa e no Porto, foram uma importante mobilização para exigir que o Governo cumpra o seu dever e garanta a real concretização do programa de regularização. Vozes de vários sectores e profissões, que deixaram os seus testemunhos da dura realidade da precariedade em todas as áreas do Estado. Em comum, a determinação para continuar esta luta pela regularização, pelo reconhecimento do vínculo e dos direitos. Partilhamos aqui as intervenções dos vários colegas na concentração de Lisboa – carrega nas imagens abaixo para ver os vídeos.

Intervenção de abertura de Marco Marques e Nuno Mendes, com a leitura do texto remetido ao Ministro do Trabalho, exigindo que o Governo acabe com os boicotes e bloqueios ao programa:

Francesco Vachianno, da Rede de Investigadores contra a Precariedade na Ciência:

Romana Sousa e Soraia Patel, da APRA – Associação das Profissionais do Regime de Amas:

Susana Jorge, da Associação Portuguesa de Formadores:

Ana Ferreira, do Núcleo de Bolseiros, Investigadores e Gestores de Ciência da FCSH:

Luís Rodrigues, do Movimento de Estagiários PEPAC:

Rui Brejo, formador do IEFP:

Rosário Mauritti do Sindicato Nacional do Ensino Superior (SNESUP):

Manuel Bernardes, precário das Agências ERASMUS +:

João Cruz, do Sindicato dos Professores da Grande Lisboa (SPGL):

Inês Bernardes, técnica superior do IEFP:

Inês Farias, bolseira precária do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA):

João Torgal, do Sindicatos dos Jornalistas:

Manuel Gama, dos Técnicos Especializados Precários do Ministério da Educação:

Daniel Carapau, da Associação de Combate à Precariedade – Precários Inflexíveis: