Sou assistente operacional de cantoneiro de limpeza na área de limpeza urbana da cidade de Lisboa. Trabalho a recibos verdes, tenho horário completo, uma hierarquia e um ordenado mensal fixo, sou por isso um funcionário a falsos recibos verdes há quase três anos. Já trabalhei em várias empresas mas nunca na vida trabalhei a recibos verdes, foi preciso vir para a Câmara Municipal de Lisboa para trabalhar a recibos verdes. Neste processo de regularização dos precários do Estado os trabalhadores das autarquias não podem ser esquecidos!

― Falso recibo verde na Câmara Municipal de Lisboa