No debate quinzenal desta sexta-feira o Primeiro Ministro António Costa garantiu que o relatório sobre precariedade no estado e as medidas para combater a precariedade serão aprensentados já na próxima semana.

“Nós, na próxima semana, vamos ter concluído e será público o relatório que foi feito, mas também o conjunto de medidas” para “responder a este flagelo”, disse António Costa acrescentando que “o Estado tem de ser exemplar”.

O Primeiro Ministro deu depois deploráveis exemplos do que o governo já tinha feito nesta matéria, dizendo que já tinham avançado medidas de apoio ao emprego científico (que são um desastre) e dando a garantia “de que haverá uma integração imediata de 3.000 docentes que estão em situação de precariedade”, quando os dados dizem que há mais de 30 mil professores em situação precária.

Lembremos que este relatório já devia ter saído em Outubro de 2016 e que todas as medidas apresentadas até ao momento são más e deixam muitas pessoas de fora.

Os movimentos de precários reafirmam que #ninguémficaparatrás !

Notícia aqui.